Batons vermelhos veganos, além de livres de crueldade animal

BUSCA 1Significado de “Carmim”: Substância corante de cor vermelha viva, extraída da Cochonilha-do-Carmim;BUSCA 2Significado de “Cochonilha-do-Carmim”: Inseto homóptero (Dactylopius coccus), da família dos datilopiídeos, do México e América Central, que se alimenta de cactos, do qual se extrai um corante vermelho;BUSCA 3Nomes de batons vermelhos veganos, além de cruelty-free, por favor! Aqui, selecionamos 5 coresContinuar lendo “Batons vermelhos veganos, além de livres de crueldade animal”

RADAR RESET: desert lifestyle, Califórnia vibes e resgate de práticas milenares entre as nossas marcas-desejo de beleza – por Renata Kalil

Desde que escrevi sobre o “renascimento da beleza”, como chamei as novas marcas que movem os nossos desejos hoje – em sua maioria, marcas engajadas em causas importantes, marcas de clean beauty, independentes, autênticas e com abordagem ética – prometi voltar para mais! Hoje queria falar sobre elementos perfeitamente incorporados por alguns nomes gringos queContinuar lendo “RADAR RESET: desert lifestyle, Califórnia vibes e resgate de práticas milenares entre as nossas marcas-desejo de beleza – por Renata Kalil”

REcicle | especial #JulhoSemPlástico

Já contamos aqui que a grande proposta do Plastic Free July é diminuir o consumo de itens plásticos de uso único, aqueles que mais que descartáveis, são considerados lixo imediatamente após utilizados. Pensando em beleza/higiene pessoal, glitter, máscaras faciais e cotonetes seriam alguns exemplos dessa categoria. Depois da redução do consumo e da produção deContinuar lendo “REcicle | especial #JulhoSemPlástico”

Como montar seu primeiro nécessaire vegano

Como editora de beleza, por quase uma década colecionei quantidade ridícula de maquiagem, produto de cabelo e skincare. Sem considerar se envolviam crueldade ou produto animal, ingredientes tóxicos, nocivos à saúde, ao meio ambiente… até o dia em que aderi a uma dieta plant-based, um ano atrás. Certa de que o mundo não precisa de maisContinuar lendo “Como montar seu primeiro nécessaire vegano”

Eu, perdida no Mappin

“E de repente, numa loja de departamento dessas onde havia de tudo, minha irmã perguntou ‘Cadê a Renata?’. Meu marido começou a chamar aflito por ela e nada. Respirei e pensei: do que a Renata mais gosta? E caminhei sem hesitar pra seção de beleza. Lá estava a Renatinha, olhos brilhando e um doce sorrisoContinuar lendo “Eu, perdida no Mappin”